insignificante

quero aparecer

entre teus furtos de pensamento

fazer pausas no tempo

sorrir teus detalhes

regar teus segredos

e na película da tua superfície

cantar teus cheiros

.

e nessa louca composição de imperfeições

nesse mundo de coisas sem nome

namorar um vinho

delirar verbos

ouvir tuas cores

e mudar as significâncias de algumas funções