gástrico

by kate powell

não sei o que me toma

só sei que me queima

o estômago me tira o sono

e me leva a  rabiscos

que me enquadram

num papel de santa de louca

ando carente de definição

.

sei que é madrugada

mas a cama insiste em não me querer

sozinha  me agarro num poema

plástico escorregadio

um mergulho em letras e explicações

ainda assim  as vontades não me deixam

as vozes se calam   respeitam a métrica

a sonoridade da ebulição me leva

.

preparo um chá de flores

engulo o comprimido o vinho

aspiro hibiscos respiro saudade

e espero meu  tempo parar

partida

by Howard Pyle, The Mermaid, 1910

queria  falar da falta que se antecipa em mim

teclando dedos de piano

frases em melodia

versos    rimas

.

do  pesar

que me afaga os cabelos

quando penso na tua partida

.

queria te dizer do meu coração bipolar

 parte que diz  vá        parte que diz fica

em meu colo sinto azul e calmaria

praia a tardinha  marolas  pôr de sol

telas abstratas imagéticas

ilustrando meus espaços vazios

.

o poeta em minha alma dança

tecendo tua poesia

.

queria dizer das histórias que povoas

ideia fixa de sorrisos a se abrir

em pensamentos desobedientes

.

das voltas na memória nos momentos

dos suspiros nus que andam pela casa

dos desejos água contida

chorada debaixo da árvore

.

 incertezas   auto flagelação

 ilusões    areia movediça

drama simplesmente

palavras bonitas pra uma alma

sem inspiração

vontade

ilustração by Art for Adults

sorriso incógnitas

ausências espera

olhar de soslaio

suave indiferença

 

peito pulsa

olfato recorda

pensamento voa

alma mergulha

 

possibilidades soltas

sim não talvez

pseudo pistas

pretenso amor

 

carência necessidade

colo cabeça no ombro

beijos e mãos dadas

desejo contido silêncio

madrugada

ilustração by Rik Lee

espero carinhos que não chegam

oníricas ternas conversas

ou apenas teu braço a procurar-me

quando amanhece

 

quem dera um pouco de atenção

um encostar em minha mão

ou um abraço no meio do nada

 

um telefonema uma mensagem

um sinal de fumaça

que me tirasse a ruga da testa

que me desse alguma garantia

de teus sentimentos ideias

de teu querer gostar

apenas um sossegar

pro meu peito sentimental