grávida

estou grávida de mim mesma

ansiosa por me dar à Luz

parir uma edição melhorada

com menos erratas e observações

.

esperando o parto

parto para dentro

sem enjoos ou medos

repleta de muitas questões

.

embarazada de meu próprio ser

recebo a noite calmamente

e acordo sempre grande

maior

a cada dia

sinto desdobrar

cada centímetro de meu caminhar

e não preciso de ultrassonografia

para ver o que está por perto

.

tive a garganta cortada há alguns anos

mas finalmente percebi

que não careço amígdalas novas

para dizer o que eu mesma

tenho que ouvir

desejo

apenas afirmar

que me recuso a ser

uma executante inconsciente

da incongruência dos dias

pois vivo num estado interessante

presa à beleza de outrora

por isso são muitas as saudades

das verdades sutis

presentes

de um outro plano

selvagem

enquanto as águas do tempo

cozinham todas as coisas

eu sigo em paz

.

enquanto as marés

trazem e levam

os dias e as noites

me mantenho forte

.

enquanto a águia sobrevoar meus céus

vou decifrando

os mistérios de meu caminhar

.

enquanto a luz

me preencher

vou seguindo

amando o vento

.

enquanto o soar dos tambores

e a chuva dos maracás

acelerarem meu coração

me deixo emocionar

.

espalho meus olhos

nos rios

na sabedoria das árvores

leio todos os pássaros

encantada

tocada pela grandeza

que Sua música abriu em mim