cura

você nem sabe

mas estive te olhando a dormir

medindo seus pedaços

soprando preces em seu ouvido

.

entrei em teu subterrâneo

mergulhei de olhos abertos

em tua imensidão

descobri vales campinas

labirintos vivos

furta-cor

.

joguei feitiços sobre teus pés

beijei feridas ainda abertas

vi arquétipos em tuas costas

invoquei curandeiros pajés

seres de teu inconsciente

.

você moveu algo

por baixo de meu peito emplumado

soltei gritos uivos desejos

e transformei lágrimas

em água benta

entremeios

imagem by Art for Adults

entre um e outro

piscar de olhos

areia escorre

ampulheta mágica

.

correndo

.

controlo variáveis

incógnito desejo

respiro profundo

refaço contas momentos

.

suspensos

.

relógios sem ponteiro

saudade desmedida

ilustra paisagens sonhos

entre o bom e o correto

.

distância

.

fecho os olhos

te ouço te sinto te levo

no peito na mente nos poros

exalo invisíveis partes de nós