partida

by Howard Pyle, The Mermaid, 1910

queria  falar da falta que se antecipa em mim

teclando dedos de piano

frases em melodia

versos    rimas

.

do  pesar

que me afaga os cabelos

quando penso na tua partida

.

queria te dizer do meu coração bipolar

 parte que diz  vá        parte que diz fica

em meu colo sinto azul e calmaria

praia a tardinha  marolas  pôr de sol

telas abstratas imagéticas

ilustrando meus espaços vazios

.

o poeta em minha alma dança

tecendo tua poesia

.

queria dizer das histórias que povoas

ideia fixa de sorrisos a se abrir

em pensamentos desobedientes

.

das voltas na memória nos momentos

dos suspiros nus que andam pela casa

dos desejos água contida

chorada debaixo da árvore

.

 incertezas   auto flagelação

 ilusões    areia movediça

drama simplesmente

palavras bonitas pra uma alma

sem inspiração

balance

e enquanto escrevo observo a vida passar

pessoas carros por abastecer

listas de tarefas que se renovam a cada dia

corações batendo sorrisos em flash

.

risinhos de canto de boca

vozes de partes de mim

sabe a última porção das coisas que dizes?

o restinho das frases palavras?

.

elas ficam

não sei bem onde se escondem

brincam comigo nos dias mais sérios densos

.

ah! que falta me fazes

teus braços são lugares

onde quase sempre estou desejando chegar