estranhamente

vivo entre estranhos

escorregando na sorte

no amor

tentando escapar

da realidade

tapando os ouvidos

encenando novos roteiros

ora drama ora farsa

fugindo dos noticiários

dos assaltos das reprises

do preço da gasolina

.

de ponta cabeça me sinto melhor

o sangue desce

o pensamento em múltiplos orgasmos

me deixa

me deita

na rede…

.

e pendurada no mais alto cume

finco-me

a conversar com estrelas